Gestão de Pessoas 4.0

23/04/2019 Pessoas
Imagem

O novo RH é protagonista dos processos de decisão e envolve toda a equipe em busca do crescimento das empresas. Nessa era do Humano para o Humano (H2H), trabalhar a hiperconectividade cada vez mais será essencial.

Além disso, entender a diversidade e acreditar que essa competência fará com que os grupos tenham mais ideias e, principalmente, maior criatividade ajudará na solução de problemas mais complexos.

Ter a oportunidade de quebrar paradigmas, pensar diferente nessa era da colaboração será fundamental para esse novo momento dos RHs das empresas.

Estamos presenciando o maior fenômeno de avanços tecnológicos da história e, ao mesmo tempo, diante de uma grande possibilidade de transformação da sociedade. A mesma tecnologia pode e deve estar a serviço de valores humanos, capazes de garantir o bem comum.

As atitudes egocêntricas precisam dar lugar urgentemente às atitudes ecocêntricas, incluindo as que ditam o comportamento nas empresas. Esse movimento de avanço precisa ocorrer de forma sistêmica, impactando positivamente as organizações. Muitas destas estão adoecidas, enquanto outras já se beneficiam por praticar a conquista de resultados humanizados.

Como mudar esse mindset?

Para o time de RH ter condições de desenhar esse novo cenário, ele precisa, além de ter uma fé inabalável no ser humano, também entender de negócios. Ele precisa sair da caixa e abandonar o modelo de atuação que foca apenas nos processos, na operação ou na burocracia.

A nova agenda pede que o RH lidere e cuide de processos de gestão de mudanças – principalmente com a implantação de novas tecnologias, da nova cultura, da valorização da diversidade, do clima interno, de valores, de aprendizagem organizacional, do desenvolvimento de equipes versáteis, colaborativas, que busquem, atinjam e sejam reconhecidas pelos resultados coletivos que conquistam.

Fonte: G1