A importância da sua inteligência emocional

17/06/2019 Pessoas
Imagem

Para que uma pessoa tenha sucesso em sua vida, seja no âmbito pessoal ou no profissional, ela precisa desenvolver certas habilidades e competências, como autoconhecimento, organização, paciência, resiliência, ética e outras.

 

Porém, talvez o ponto mais importante e decisivo para tornar alguém bem sucedido, seja a inteligência emocional.

Ao contrário do que muita gente acredita, inteligência emocional não tem relação com a noção de inteligência tradicional.

Assim como outras capacidades, a inteligência emocional pode ser desenvolvida e exerce grande influência também em outras questões importantes, como a capacidade de liderança e até mesmo a noção de felicidade.

Confira algumas dicas de como trabalhar a sua:

1. Dê atenção ao seu corpo e comportamentos

Observe como você age quando está sentindo certas emoções e como isso afeta sua vida. Uma vez que nos tornamos mais conscientes disto, é fácil julgar e começar a atribuir rótulos ao nosso comportamento.

Lembre-se também de ouvir o lado físico do seu corpo, sensações e sentimentos como calafrios, por exemplo, podem sinalizar que você precisa prestar mais atenção ao momento.

2. Lide com o estresse e a ansiedade

Saber lidar com estas situações pode fazer a diferença entre o equilíbrio e a disfunção, quando sob pressão, a coisa mais importante a ter em mente é manter a calma.

Dicas rápidas como lavar o rosto com água fria, tomar ar fresco, evitar cafeína ou fazer exercícios intensos podem mudar muito a maneira como nos sentimos.

3. Não julgue ou mude seus sentimentos com muita rapidez

Neste caso a pressa é inimiga da perfeição. O processo é gradual, pode ser lento e varia de pessoa para pessoa.

Tente não descartar seus sentimentos antes de ter uma chance de pensá-los. Emoções saudáveis muitas vezes se elevam e caem como uma onda, aumentando e desaparecendo naturalmente.

4. Pratique a empatia

A empatia é sobre entender o próximo, como alguém se sente ou se comporta de determinada maneira e poder comunicar essa compreensão a eles.

O estado de empatia deve começar de você: quando se sentir ou se comportar de certa maneira, pergunte "Por que eu acho que estou me sentindo assim/fazendo isso?"

A primeiro plano a resposta será "Eu não sei", mas continue prestando atenção ao seus sentimentos e comportamentos e se tornará mais sensível e aberto.

5. Conheça seus limites e saiba quando é suficiente

Há momentos em que é importante definir nossos limites adequadamente e é importante saber quando é hora de mudar o seu foco.

Ela envolve não só a capacidade de olhar para dentro, mas também de estar presente no mundo ao seu redor.

A inteligência emocional é importante porque é a única forma possível de se viver de maneira saudável.

Com ela, você consegue equilibrar a razão e os sentimentos, a fim de neutralizar as emoções negativas e acabar com as crenças limitantes e os comportamentos prejudiciais.